Notícias | Blog do Kuelho - Notícias com toques de humor, Entretenimento, música, cultura e arte

BK2

Buscar no Bk2
FAcebook
Notícias

 
Publicidade

 

 

 

Kuelho TV
Carnaval 2016: Terra Samba lança música sobre a Zumba
 
Links Legais
 
Newsletter
Cadastre-se e receba as novidades no seu e-mail
Redes Sociais
Virou caso de polícia
18/10
às 05:17

É a onda do momento. Adultos e jovens começaram a se vestir de palhaços com a intenção de assustar as pessoas na rua. A brincadeira começou nos Estados Unidos, mas rapidamente se espalhou em outros países.

Pra variar, já surgiram diversos relatos de pedestres aqui no Brasil, que tomaram um susto. Em Sorocaba, um criminoso fantasiado se aproveitou da situação e assaltou uma família enquanto fechava acordo de uma festa.

 

 

 

Por Blog do Kuelho
Já notaram que tudo que não presta lá fora, a gente importa pra cá?
(0) Ver Comentários Mandar Comentário Indique a um Amigo

 

Na base da chinela
17/10
às 18:12
Reprodução
Uma senhora deu bolsadas no deputado cassado Eduardo Cunha (PMBD) dentro do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro. O homem que gravou o vídeo e outras pessoas presentes no aeroporto gritavam contra o ex-deputado enquanto ele passava pelo saguão empurrando bagagens. “Roubou o Brasil” e “Fora, Cunha”, são parte das frases gritadas. Veja cena:

Tereza Batista Cansada de Guerra
 
Sem querer se identificar, ela pede para ser chamada de Tereza Batista Cansada de Guerra. Ela afirma ter nascido na Itália e vindo para o Brasil aos 12 anos. Hoje, aos 56, se apresenta como professora de História aposentada pelo estado e é graduada em Antropologia.
"Enquanto eles roubam milhões, faltam saúde, educação e respeito. É muita indolência. Tudo é na base do deixa para lá. Mas eu sou carcamana e não aceito. O sangue é quente", afirma.
 
Moradora de Vassouras, no Sul do estado, está no Rio por questões familiares. Fica de dia no Inca, onde a filha está internada. Ela diz não ter como pagar hotel e, por isso, passa as noites no aeroporto. “Gente como o Cunha pode matar mais com uma caneta do que muitas armas”, disse à reportagem do Jornal Extra. 
Por Blog do Kuelho
Tereza diz não entender como o povo aceita figuras como Cunha. Ok, amiga eu também não entendo.
(0) Ver Comentários Mandar Comentário Indique a um Amigo

 

Asfalto quente
17/10
às 17:29
Reprodução
Após se compadecer com a situação de uma mulher que caminhava descalça pelas ruas de Tulsa, nos Estados Unidos, o policial Brandon Hendrix levou ela até uma loja para comprar um par de sapatos. Ele conta que encontrou a mulher caminhando descalça em um asfalto quente e pensou que o forte calor que fazia naquele dia poderia fazer bolhas nos pés dela. 
 
Ela contou que é usuária de drogas, que não sabe por onde andam os filhos, que não tem onde morar e que quer retomar o caminho da vida. Após a compra, a mulher ainda ganhou uma carona até o centro da cidade. 
 
Hendrix diz não entender porque ficou famoso e nem porque sua história ganhou tanta atenção da mídia já que apenas "ajudou quem precisa". "Espero, um dia, alguém faça o mesmo para minha família caso a gente precise de algo. Não foi nada de mais. Apenas dei um par de sapatos", afirmou o policial. 
 
 
Por Blog do Kuelho
O bem virou coisa tão rara que até surpreende.
(0) Ver Comentários Mandar Comentário Indique a um Amigo

 

Catolé do Rocha
06/10
às 11:45
Reprodução / YouTube

Alguns políticos, se enrolam tanto durante o mandato que acabam algemados DEPOIS que assumem. Esse não é o caso de Ubiraci Rocha da Paraíba, que matou a pau nas urnas.

Ele responde pelos crimes de pistolagem e homicídio, mas mesmo assim foi eleito ao cargo de vereador na cidade. Sexto político mais votado de Catolé do Rocha, ele votou algemado e foi aplaudido na saída por seus eleitores.

Por Blog do Kuelho
Essa é a hora em que o jornalista fica maluco sem saber se coloca isso na editoria de polícia ou de política.
(0) Ver Comentários Mandar Comentário Indique a um Amigo

 

Foto rodou o mundo
16/08
às 09:00
Reprodução

Faz uma  semana que a foto de uma mãe que aparece usando o celular sentada em uma cadeira, no saguão de um aeroporto, enquanto seu bebê dorme sobre uma fralda no chão, viralizou pela internet. O fato ocorreu depois de um internauta compartilhar com a frase: "Quem deixa o bebê no chão desse jeito?". A internet desceu o cacete na moça, mas só agora a verdade apareceu. 

Nesta segunda-feira (15), a companhia Delta Airlines se responsabilizou pelo ocorrido e mudou todo o contexto da história. A norte-americana Molly Lensing sofria para encontrar um vôo, de acordo com uma reportagem publicada no site "myAJC" de Atlanta, nos Estados Unidos. A pobre mulher estava viajando sozinha com a filha, de 2 meses, depois de visitar seu irmão no Colorado e esperava por uma conexão há dias.
 
"A viagem deu errado desde o início e ficou pior", conforme o site. O vôo de Molly, marcado para uma segunda-feira, foi cancelado. Então, o que foi reagendado para terça atrasou por seis horas, o que fez com que ela perdesse sua conexão em Atlanta. Então, ela esperou até a meia-noite por outro vôo, que foi cancelado de última hora. Depois disso, ela ficou até as 4h30 da manhã no telefone com a companhia aérea, tentando resolver o problema. No final, disseram a ela que não havia mais vouchers para custear a noite em um hotel próximo. Por isso, ela precisou dormir no chão do aeroporto com o bebê.
 
Na quarta-feira de manhã, ela deu entrevista a um repórter enquanto trocava a fralda da filha no chão e disse: "Minha sorte é que eu trouxe muitas fraldas". Seu vôo tinha sido reagendado para quinta-feira, mas, cansada de esperar, ela trocou mensagens com os pais dela pelo celular, tentando organizar para que eles fossem buscá-las de carro. Ou seja, ela estava dormindo com a criança no chão, mas acordou antes e se sentou para tentar resolver o problema. A Delta Airlines disse que está trabalhando para reverter sua imagem diante dos clientes, mas não divulgou nenhum ressarcimento específico a Lensing. 
 
Por Blog do Kuelho
Resumindo: quem tem sua dor é quem geme.
(0) Ver Comentários Mandar Comentário Indique a um Amigo